sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Bola Quadrada

Mais chato do que um jogo de futebol, onde sou obrigado a aguentar um monte de desocupados correndo pra lá e pra cá com uma bolinha e em alguns momentos ouvir muita gente berrando feito alce no cio, somente os programas de debate esportivo.

Neste tipo de programa, personalidades igualmente desocupadas e sem ter assunto para falar ficam tentando descobrir o sexo da bola, em conversas pseudo-intelectualizadas na tentativa vã de encontrar algo que justificasse a importância do futebol para o brasileiro. Chatoooo...

Aí imaginei um programa de debate esportivo onde todos os participantes, sem exceção, detestam futebol. Obrigados pela emissora a apresentar um "programa de índio" como esse, claro que não iam seguir o roteiro e romperiam com qualquer tipo de zona de conforto para ter que fugir daquilo que eles mais detestam e por isso mesmo, não entendem.

Com vocês, o Bola Quadrada, o primeiro programa de debates sobre futebol, entre caras que detestam futebol.

" Apresentador - Boa noite, amigos, hoje estamos dando início a mais uma (suspiro) edição do Bola Quadrada, o seu (mas não meu) programa de debates esportivos da televisão brasileira. Carlinhos, você viu o jogo de hoje, XV de Pirassununga contra Paraopeba?

Carlinhos - Não. Eu dormi de tanto tédio. O sono estava tão pesado que a gritaria não conseguiu me acordar.

Apresentador - Eu também não vi. Mas conversei com pessoas que viram e o jogo foi ótimo. Para eles, claro. Para mim não faria a menor diferença. E você, Luis Sérgio, o que achou do jogo?

Luis Sérgio - Que jogo? Eu fui mesmo ao shopping com minha namorada! Coisa muito melhor do que ver um monte de perna cabeluda correndo atrás de uma bolinha! Passo!

Apresentador - Nelson Elias, você viu?

Nelson Elias - Tentei ver, mas o tédio veio sentar ao meu lado na poltrona. Gostaria de entender qual é a graça que a maioria dos brasileiros veem no futebol. Caraca, ô diversãozinha chata!

Pedro Carvalho - Eu preferi assistir a um bom show musical de rock. Tava dando The Who no canal concorrente e vibrei pra cacete! Showzão!

Apresentador - Eu também adoro The Who, Pedro. Rock de verdade, não essas merdinhas de menininho insatisfeito como tem hoje. Estão chamando. Repórter no ar!

Repórter - Estou aqui ao vivo na frente da lanchonete Quekib's!

Apresentador - O que está havendo aí? Confusão de torcida?

Repórter - Não está havendo nada. É que iniciou agora uma promoção do tipo de esfiha favorito meu, com recheio de frango com cheddar e cobertura de gergelim e muita gente está aproveitando. Apesar da lanchonete não ser a patrocinadora deste programa, não pude deixar de conferir essa promoção e estou indo lá me empanturrar com minha esfiha favorita. Pelo menos o dono do Quekib's deve estar feliz conosco por causa dessa involuntária propaganda gratuita que acabamos de fazer!

Apresentador - Boa ideia. Acabando o programa, vamos todos ir aí conferir esta deliciosa promoção. Agora as expectativas para a copa.

Pedro Carvalho - Copa de novo, essa não! Já basta que a mídia só fala nisso! Todos os intervalos já estão passando no mínimo um anúncio sobre o assunto. tô fora!

Apresentador - Que copa de futebol que nada! Estou falando da inauguração da nossa copa cozinha que estava em obras durante esses meses todos. Finalmente vamos ter nosso próprio lugar de refeições! Daqui a pouco ela será inaugurada!

Carlinhos - Finalmente. E já que o Quekib's está lotado por causa desse promoção, poderíamos aproveitar e comprar para a viagem para comer confortavelmente na nova copa.

Luis Sérgio - Excelente ideia. Não vejo a hora.

Apresentador - Telefone tocando. Alô?

Telefone - Sou Bruno, torcedor do Itabapogipe. Vocês não vão comentar o jogo, importante para a decisão do campeonato nacional?

Apresentador - Você ligou por engano. O programa do Galvão é em outra emissora. Vá para a internet e procura saber o número e liga para lá. Aqui a gente não cuida disso não. (Batida de telefone desligando na cara)

Luis Sérgio - O principal craque da seleção, Wescleyson, rompeu o namoro de fachada com aquela linda e gostosa atriz a Truta Marqueteira. Que boa notícia!

Apresentador - Pelo menos uma musa de verdade soltinha, e não aquelas siliconadas vulgares! Nunca acreditei nesse relacionamento. tenho a certeza que foi armado para alavancar as carreiras dos dois.

Pedro Carvalho - Wescleyson sempre foi meio galinha. Não consegue se prender a um relacionamento estável. Um bon vivant de QI baixíssimo, mais burro que uma pedra.

Carlinhos - E essa Truta é muito gostosa. Além de ser uma gracinha, com charme bem pueril! Uma gata! 

Pedro Carvalho - Equem não quer ela. Vai chover cara disputando o coração da gatinha.

Luis Sérgio - Dizem que um ator com quem ela contracena na próxima novela que está sendo gravada está se engraçando para ela.

Todos - OOOOhhh...

Apresentador - Mas só ela não estar com aquela desgraça humana chamado Wescleyson, já é um bom motivo de comemoração. Uma gata como ela não merece um troglodita infantilizado como o Wescleyson. Wescleyson... isso é nome de gente?

Luis Sérgio - Mas Wescleyson, após aquela mensagem pseudo filosófica para justificar o fim do namoro... Para aparecer, sabe como é... Foi logo cair na gandaia e dizem que numa noite pegou uma 15 mulheres numa orgia inacreditável.

Apresentador - Wescleyson em seu habitat, agindo como seus instintos mandam.

Carlinhos - Pois é.

Apresentador - Bom, estamos todos de saco cheio desse tal de futebol e acabei de saber que o nosso querido repórter, sem a gente pedir, está a caminho cheio de quentinhas com as deliciosas esfihas. Não é 2014 ainda, mas teremos copa. E hoje! Estamos indo agora mesmo para a copa cozinha, inaugurá-la depois de obra ter sido encerrada hoje de tarde e curtir um alimento pra lá de delicioso. E o que é melhor: sem falar nessa porra de futebol. Que se danem torcedores, jogadores e técnicos. A vida tem muito mais a oferecer. Boa noite e até quando quisermos!"