sábado, 17 de agosto de 2013

Perseguição

Por Marcelo Pereira

Interessante. Desde que eu entrei neste shopping noto que uma mulher está me seguindo. Ela é linda. Não sei o que ela quer, mas me sinto animado. Hummm... Será que ela está a fim de mim? Vou entrar na brincadeira e me fazer de difícil para ver até onde vai. Fingirei que nao a vi.

Rapaz, não é que onde eu estou, ela também está? Ela não para de me seguir! Logo eu, que não sou muito atraente. As mulheres costumam me ignorar ou até fugir de mim. Mas essa não, ela não para de me seguir. Vamos manter a brincadeira.

Caramba!!! Ela continua atrás de mim! Não dá uma trégua. Mesmo quando eu vou ao banheiro masculino, ela fica do lado de fora, me esperando. Acho que ela quer falar comigo? Falo? Não, vamos em frente para ver no que é que dá.

Continuo andando pelo shopping,vou ao estacionamento, volto, e ela está logo atrás. Sabe de uma coisa? Vou falar com ela. Pode ser a grande chance de minha vida afetiva.

- Pois não? Noto que uma mulher linda como você está atrás de mim nesta manhã toda.

- Sim. É porque vi você deixar cair seu celular.

- Celular? Ih, nem notei...

- Meu marido também vive perdendo o dele e quando vi cair, te segui para te devolver. Fico tranquila em beneficiar as outras pessoas.

- É?! - falo com a voz meio trêmula de constrangimento - o-o-o-brigado!

- Disponha. - A mulher vai embora tranquilamente.

Benefício de uma forma, malefício de outra. Marido? Mais uma comprometida? Argh! Nem sei se foi bom receber o celular de volta! Ninguém telefona para mim, a não ser para cobrar alguma coisa!